quarta-feira, 10 de fevereiro de 2016

O Amor Acabou..



Ninguém fecha os olhos quando algo vai mal, esse é um reflexo involuntário que por mais que se tente disfarçar, não é do tipo que vai embora. E com todas essas experiências que acumulamos ao longo da vida, parece ser dessas que sempre aparecem com uma "versão atualizada", afinal de contas só o que se compara ao começo de relacionamento, é o fim do mesmo, afinal de contas a intensidade nunca oscilou tanto nesses dois pontos, e nem os sentimentos foram tão presentes no início como na proporção que fazem falta no fim.

A gente não se dá conta quando o fim começa, cada pequena coisa que aos poucos vai sendo percebida, um hábito que se vai perdendo, uma palavra que vai deixando de ser dita. Onde foram parar os "bom dias", ou aquelas ligações inesperadas do meio da semana? Ou uma pequena lembrança sem data, um elogio, uma escapada proposital de "to com saudade.." É bem nostálgico quando a lembrança é  boa, mas é melhor ainda quando se transforma o que é bom em ruim, fazendo jus ao conhecido "sexo de reconciliação. Aos poucos as borboletas vão embora, o estômago embrulha de preocupação, poxa, não tá sendo do mesmo jeito, você pensa, será que fiz alguma coisa?

As vezes o erro é persistente, a tentativa de agradar a pessoa pode não dar certo, e tentar fazer tudo certinho e evitar todo tipo de discussão parece tarefa impossível quando o outro não quer mais. A conversa não serve , os carinhos e  agrados não surtem os mesmos efeitos, quando procura o beijo você encontra  o rosto virado ou uma mão que gesticula um "pare" sem nenhuma hesitação, uma espécie de ato reflexo... É mais fácil entender como repúdio. É,o amor acabou...

É difícil aceitar, principalmente pra quem gosta.Se falam tanto essas advertências sobre criar expectativas, ou esperar demais do outro, mas ninguém liga pra isso quando a perspectiva de algo dar certo é eminente, a felicidade pessoal está como se diz, "batendo na porta", nada dessas meias certezas conta, ou talvez até conte, essas regras de batalha servem pra gente ver como o outro é, o que se pode esperar, o que pode realmente valer a pena... Essa verdade de "algo pode dar errado" vem com status de Guerra, essa que vai sendo vencida a cada dia, com cada tentação que aparece, com toda briga resolvida, com todo amor que vai sendo criado...

Não se ouvem mais risos de antes, mas agente sente alegria imensa quando escuta, mesmo que não sejamos o motivo dele, nos alegramos com coisas tão bobas, daquelas que antes envolviam o "nós", que tiravam as horas e  mostrava toda beleza que não se via antes nas coisas mais comuns do mundo. O amor não é cego como dizem, na verdade ele é bem revelador. E pensar que antes a gente contava as horas pra estar junto ou pra dar uma escapulida que fosse, um momento que pudéssemos falar das nossas piadas internas e histórias próprias do nosso universo particular, de como seria linda nossa casa, ou quantos cachorros iriamos ter, a viagem das nossas férias, os aniversários que iriamos comemorar... Tudo isso vira lembrança depois, frustrações de expectativas não realizadas, da paciência que nunca encontrou o ponto de chegada. É bem difícil esse momento, o que vem depois do  término, o momento que toda palavra amiga aparece, todo consolo. Aquela sensação  de ter muita gente com você e ao mesmo tempo se sentir sozinho, Nessa horas um pouco de amor faz bem sim.Conforta.

O que mais existe é dessas pessoas que sempre te ajudam nesses momentos difíceis, que estão ai com frases prontas só pra te botar pra cima, eles vem através dos amigos, dos parentes, dos filmes que a gente não cansa de ver, dos nossos autores que nos acalentam pelas páginas a dentro. Mas uma coisa é certa, não há verdade maior do que aquela que fala de amor, aquelas que nos fazem querem morrer dele principalmente, estão em Shakespeare , Gonçalves Dias e Goethe com seu amor mortal, com as estrelas que falam de Olavo Bilac.. Mas a reposta talvez não esteja na poesia, e sim na realidade que com que as palavras são ditas, e nenhuma é tão verdadeira quanto as de Martha.. Lembra disso quando quebrares a cara, quando tiveres acabado, ou quando vierem á cabeça as melhores memórias possíveis.. Que o sentimento mais bonito ou mais importante é um só: O correspondido.

quarta-feira, 3 de fevereiro de 2016

EDUCAÇÃO MANDOU LEMBRANÇA



Aquela máxima que diz" cada um tem o que merece" é bem verdadeira algumas vezes.Ao observar  a lei do retorno pode-se notar o quão viciosa determinada prática pode se tonar, seja por uma atitude cotidiana, uma palavra nova no vocabulário,um comportamento pronto. E não é sempre que essa atitude se relaciona à algo bom, e assim como as práticas boas, as ruins se entranham de forma bem peculiar se exercidas de forma reiterada, a exemplo disso tratamos a humildade, a ética e a boa educação, ou muitas vezes a falta dela, o que está se tornando uma ação cada vez mais recorrente. E ainda há quem culpe a escola.Vamos melhorar né, o papel social não se confunde com o moral, ela não é responsável por formação de caráter, nem de valor moral. E quem não tem bom ambiente de formação, não é nesse  que vai melhorar, as falhas da alma não são as mesmas do corpo,falta muita coisa ainda o que inclui :disciplina e vergonha na cara.




Pois vamos falar do que ta faltando:aqui no Brasil a galera adora copiar o que vem de fora, paparica tudo que é "estrangeiro". É cada roupa, sapato, bolsa.. desses bens supérfluos que até servem pra deleite pessoal, uma imagem meramente ilustrativa da composição de uma sociedade de "aparências." Se falta tanta coisa boa aqui, porquê não importam também a polidez dos romanos, a integridade dos suecos, a pontualidade dos britânicos... Seria de grande ajuda essa pontualidade, e isso também explica porquê a gente tá sempre atrasado.Essa falta de horário por vezes nos é bom argumento pra justificar uma das célebres e mais utilizadas sacadas do jeitinho que o brasileiro tem como nenhum outro, o de furar fila, ou de pedir a vez porquê "tem que resolver algo bem rapidinho". Então quer dizer que ninguém mais tem o que fazer, só porquê VOCÊ exteriorizou que estava com pressa? Perdoe, pegue uma senha ali.
      

E nem é só nesses casos não, por muitas vezes nós deixamos de exercer educação em tanto ambiente, tanta situação, agente quer a cidade limpa mas joga lixo na rua sob a justificativa de " dar trabalho ao gari".Talvez não saibam quanto custa esse prática de manter uma cidade, ou rua limpa, mas com com certeza vale mais que e educação de muita gente. As nossas besteiras pessoais também contam muito, a gente quer muito viver em paz, mas é em cima direto da pessoa que está namorando na espera dela terminar, a gente quer muito chegar ao fim da estação mas não cede o assento à mulher grávida, a gente quer muito ser bem tratado, mas não dá um bom dia ao porteiro, agente gosta muito da carona, mas não se oferece pra pagar a gasolina, a gente quer muito que se lembrem da gente, mas não faz por onde cativar ninguém.. Educação faz falta sim, como amor faz, carinho, palavra amiga,e às vezes a gente só precisa que alguém sorria e dê um bom dia, ou de uma opinião sincera de que se eu emagrecer dois quilos a calça entra perfeita, não precisa ofender. A educação é hábito que se faz no momento, não pode ser no passado ou no futuro, por isso que tratar bem o outro é uma dádiva, é um presente, e se você não tem esse hábito perceba bem que a expressão "A educação mandou lembrança" nunca foi tão verdadeira,se alguém te soltar uma dessas receba seu presente e use de imediato

domingo, 31 de janeiro de 2016

DELÍCIA.COM


                 

Limpar a vista nunca foi tão fácil, é só abrir qualquer rede social que seja,não precisa nem procurar. Ai estão aos montes os modelos em exposição só à espera de visitantes que vão aproveitar o que tem de melhor. Renovam o tema, o guarda roupa, moldam mais o corpo, tudo pra atrair mais atenção para cada nova temporada. Não é muito difícil, e em muitas das vezes a mudança não é tão grande assim, os assíduos acompanham seus preferidos dia a dia, com os status e fotos, responsáveis por alimentar não somente os leões que esperam sua presa, mas também nutrir substância para seu próprio Ego.

Alimento do ego, atenção é uma coisa que vicia, e como! Quem faz sucesso, em qualquer área que seja(e gosta disso), está sempre disposto a manter ( ou melhorar) esse padrão,o que se exemplifica numa melhora constante das formas de promoção pessoal. São fotos sempre mais bem elaboradas, com a procura pela perfeição mais convincente possível, uma necessidade de atenção cada vez maior diretamente proporcionais ao número de curtidas recebidas, ou de seguidores. A verdade é que a soberba midiática os faz querer sempre mais, e isso vai acontecendo de modo tão espontâneo que não se percebem os pequenos vícios que são imputados dentro desse novo mundo. Novos prazeres são descobertos, em pouco tempo não se pensa mais na naturalidade das atitudes, as quais todas precisam ser computadas e carregar sempre um teor de perfeição, acabou a espontaneidade, são rostos e sorrisos prontos, movimentos de cabelo, luz ambiente... É tudo matematicamente traçado, desde a roupa( ou a falta dela,rs) até o momento de ser "jogado pro mundo".



Muitas dessas pessoas se orgulham desse exibicionismo todo, essas mulheres e homens com seus corpos atléticos, que vivem pra manter as aparências, que postam diariamente falsas motivações travestidas de autopromoção. Ou realmente acham que aquela foto pós treino ou depois da corridinha são expostas pra "te dar uma força"? Claro que não né!O corpo conseguido com muito esforço é como um quadro em exposição, precisa de quem venha vê-lo pra fazer sucesso.E as vezes nem isso, é só pra se mostrar mesmo.E fazem sucesso mesmo. As pessoas transformam gente comum em ideais de perfeição, explicitam o desejo, comentam com os(as) amigos(as), divulgam o material assim como o pólen se propaga pelo ar. E o pior de tudo e que há quem se encante com isso, não é nem um crime se sentir desejado, não é nenhum erro. Erro maior é a falta de humildade, reconhecer seus atributos é uma coisa, mas se usar deles pra ser melhor que outros é bem diferente.



Mas a realidade que rodeia essas pessoas é bem diferente da verdade exibida pelos sorrisos perfeitos e músculos a saltar do corpo. Enquanto se deleitam da sua própria cegueira pessoal, vão se deixando levar pela superficialidade do mundo criado, é tanta gente admirando o que tem por fora, que nem se interessam mais pelo que tem por dentro, é muita gente vindo falar de como você é bonito(a), gostoso(a), de como queria te pegar. Como em outras vezes nem exteriorizam esse pensamento, vindo com uma conversa cheia de boas intenções, que no fundo só esperam pra dar mais um bote. Poucos são os que escapam, menos ainda são os que tem capacidade pra ver isso.



Bom, se a cada nova postagem abre-se a galeria para mais uma exposição, fique feliz por isso, acompanhe o momento e desfrute dessa satisfação. Só não reclame depois da falta de sentimentalismo, e lembre bem , boas molduras, não salvam quadros ruins!

quarta-feira, 27 de janeiro de 2016

Rainha do Drama



Quer plateia? Pois faz por onde. Correção ,faz uma coisa útil. É bem verdade essa história, e sempre tem quem goste muito de se vitimar onde quer que seja. Rede social tá cheia dessas pessoas que volta e meia posta status com teor de pena, só na espera de um “ o que houve? ” da parte de alguém. Posta foto em hospital, adora um paparico. Não é difícil encontrar alguém assim, quer compartilhar da dor é um coisa, outra bem diferente é mendigar atenção por tamanha besteira. Tanto problema sério pra ser discutido, mas o foco da publicação tem que ser a mazela do dia. Não é por ter liberdade de expressão que se deva utilizar com autopromoção, não é por ser rede “social” que TODA informação será de relevância pra maioria. Tão engraçada essa busca por atenção, que não é só pela miserabilidade, mas se utiliza dela quando lhe convém.



Existe tanta informação de importância coletiva, que não se ignora a o caráter informativo da mensagem, seja por quê é a cidade está um perigo e você foi vítima de assalto, ou alerta a acerca de determinada empresa que não presta serviço adequado. É como conversa informal, daquelas que um caso real é mais um desabafo. Não se nega o caráter de importância social presente nas palavras de indignação ,que muitas vezes serve sim como explanação sobre determinado assunto de interesse coletivo.

                


Coletivo esse que não se limita ao seu mundo de seguidores, pensamento pelo qual muita gente se utiliza das ferramentas midiáticas, pra realmente se autopromover, e vez ou outra a vontade de exteriorizar um “ Melhore! ” Ou um “Amigo(a) pare” é controlada, uma vez que  a resposta esperada do “show” é justamente essa. Mas parece haver uma espécie de obrigação com a rainha do drama, você não pode deixar de aplaudir, chorar, não pode deixar de torcer pra que tudo dê certo. Não pode  por qual razão mesmo? E caso não se compadeça, o pedido(implícito)é que não se fale nada, mas essa é a melhor parte (risos), é a hora daqueles “texto-resposta” depois sabe, indignação mesmo, daqueles que tem marca de pessoalidade e responde “indiretamente” a quem não se agradou com o “show proposto”. Ninguém é obrigado a ler, compartilhar ou mostrar (falsa) piedade. Quer plateia? Pois mostra/faz algo útil. E aceite opinião alheia. E cá prá nós, esse tipo de adulação é a pior que tem. E aquele que gosta de ser adulado é digno do adulador. Gostar dos outros assim é um favor, se não gostar é dois. Botão de desfazer amizade é logo ali.


domingo, 24 de janeiro de 2016

Eterna Magia



Não é por falta de curiosidade que poucas pessoas descobrem o porquê de perguntas tão bobas. Não é com tanto esforço, mas também são dessas questões que se bem interpretadas,servem de base ( bem boa até) pra responder tantas questões que se colocam na nossa vida.São dessas situações que volta e meia aparecem e que nós nem nos damos conta. Desde a antiguidade é possível notar o quão necessária se torna a criação de uma história pra sustentar uma verdade absoluta, ora pois os gregos e os egípcios tiveram seus deuses como os comandantes do universo, os detentores da verdade, do passado e  do futuro. E assim como as divindades , algumas histórias são feitas pra nos fazer acreditar, seja em alguém que trás os presentes pela chaminé, seja em um homem bom que se sacrificou pra tirar o pecado do mundo, tem até mesmo história pra nós fazer acreditar em sentimento. a bondade e a felicidade nos são ensinadas desde muito pequenos, nossos heróis sempre vencem no fim, nossos sonhos sempre podem ser realizar. Mas será que isso tudo tem a ver com a nossa "vida real"?

Uma vez surgiu uma pergunta até bem comum acredito, pra quem conhece a história da Cinderela, aquela mesma que tinha toda perfeição sentimental, que sofre a história toda e no fim tem um final feliz. É tanto foco na história, no final em si, que pouca gente tenta entender o porquê de depois das 12 badalas , toda  a mágica acaba, mas só sobra o sapato. É estranho não é? Tudo some, vestido, carruagem, lacaios... Sem esquecer que só fica um no pé da moça, o outro ela deixa nas escadarias do palácio. De fato a história é bem conhecida, pra quem sabe do que se trata, já está mais que aceita essa parte. Outra dia encontrei a resposta para essa problemática. 


De fato a mágica toda ajudou sim, a moça que vivia com o rosto em borralhos e as roupas em farrapos se transforma, aliás, ela se mostra, eis ai o detalhe. Tanto é verdade que as irmãs não reconhecem a tão formosa dama que dança com o príncipe a noite toda. E Então acontece a verdadeira intenção do sapato. Será que o príncipe reconheceria a Cinderela como gata borralheira ou só em seus parlamentos festivos? Eis a necessidade do sapato, que só cabe no pé de uma jovem apenas. Ajuda a "ver o que quase ninguém vê".Muito bem, pé encontrado. Felizes para sempre.É pode até ser, e assim como no conto de fadas, a vida real também tem dessas mágicas instantâneas.


Não é difícil, nessa busca incessante pelo felizes para sempre busca-se sempre uma perfeição, que muitas vezes não é nossa, é tanta qualidade escondida, tanto amor pra ser dado,tanta conversa pra ser dita, tanto bom humor e graça.. Mas desde pequeno se aprende, que não basta ter tudo isso, a beleza impera (quase) sempre. E mágica é tão fácil de conseguir... Maquiagem conserta o rosto, química melhora o cabelo, roupa de marca te dá autoestima,efeito na foto te torna "o mais perfeito possível". Mas isso tudo reflete quem você é? Nenhum sapato, roupa ou maquiagem vai ser mais interessante que você, e talvez essa seja o maior risco que as pessoas correm,o de se mostrar como  realmente são...

quarta-feira, 20 de janeiro de 2016

Desperdício é o Caralho!



Não é pecado escutar uma conversa.Principalmente se o assunto lhe é interessante.Não é bem falta de educação ou ética tentar acompanhar o que se passa na mesa ao lado, afinal de contas se querem privacidade que falem mais baixo ,não é? Mas é bem comum mesmo, a gente escuta de um tudo, e se puder espalhar não hesita em fazê-lo, e o comentário da mesa ao lado pode ser mais um assunto que vai agradar a reunião dos(as) amigos(as).

A questão em si não é bem o "escutar" , é mais a reação. A discrição parece querer evoluir junto com a sociedade, mas não encontra bom lugar para se alocar, e quando a pauta de discussão é a vida alheia não tem língua que se segure.Sob o manto do desdém muita inveja é proferida, pelos tons  de"brincadeirinha" muita verdade é dita e se não levar na esportiva ai o "diferente é você", Calma, que é isso.. Nesse lance que muitas vezes é só pelo descontrole da língua viperina, ainda sim consegue-se identificar o teor de maldade presente no comentário que pode não ser de todo ruim,e nesse jogo de  Raposa e uvas não é exatamente quem fala que sai por cima.
Pode ser desde o mais comum, fala mesmo da roupa da "amiga", do cabelo, do marido, do carro, da vida.. Só por falar mesmo, é hábito já. Não é muito diferente da situação de um flerte, ou melhor da tentativa frustrada dele. Uma moça bonita e jovem que se casa, na boca de marmanjo é "um desperdício" Mas porquê? Então quer dizer que toda novinha( é assim que são chamadas) precisa estar disponível?Não tem nada a ver,e se a mulher não presta não tem idade ou casamento que segure.Ou mais comum  ainda, amiga comenta com a outra que o rapaz gato que acabou de chegar no bar ( infelizmente) beija outros rapazes, ai vem mais um daqueles "que desperdício". Desperdício é o caralho! Quem tá pegando ele não tá reclamando né?! E depois ainda complementa..Eu nem queria mesmo. Quanta hipocrisia.
           


E pode ver também: toda tragédia gera plateia. Uma grande plateia de expectadores, que incentiva, torce ,grita pela sua vitória,e são esses mesmo que no fundo torcem pra você se dar mal,uma perfeita representação de "Ervas venenosas", são todas recatadas,mas a alegria alheia as incomoda. E por mais que sua autoconfiança pareça o suficiente, não se confie tanto, todo dia vai ter um pra encontrar um defeito que seja, um err. O negócio mesmo é entrar na política do circo,acostume-se a vibração da plateia e mate"um leão por dia".

domingo, 17 de janeiro de 2016

Quebrando a cara!



Nada vende mais que o amor. Pode prestar atenção, não há tragédia ou leitura cômica, não há qualquer outra forma de entretenimento que tenha mais sucesso ( quando bem feito) do que uma romance bem bolado.E é bem verdade que toda essa fantasia se insere nas nossas vidas de uma forma bem natural, nesses milhares de best-sellers lançados a cada semana, com um casal de telenovela que nos deixamos apreciar a cada nova temporada,com um namoro bobo que começou por impulso,por uma perspectiva de que a "metade da laranja está próxima". É claro que no seu mais amplo sentido,o sentimento muito se confunde com sinônimos, seja paixão, o gostar,o simples querer, mas o que ninguém te conta, o que ninguém te mostra é a realidade por trás dessa surrealidade toda. Por trás de cada história que nós vemos, sempre nos é apresentado uma série de problemas, um empecilho que a relação de amor precisa enfrentar, é tanta discussão, tanto obstáculo, que faz com que a ficção se assemelhe realmente à realidade.Mas  a verdade é a seguinte, nem toda história de amor tem final feliz.

Já está mais que aceita a relatividade da questão do "ser feliz",e ainda sim há quem insista em dar fórmula mágica pra que isso aconteça, é 10 passos para aquilo, 20 receitas para conseguir isso,25 minutos para tal coisa... É tanto número que transforma toda ideia de solução em mais problemas, mais conflitos. Qual a necessidade mesmo de ser perfeito?Ninguém pode errar mais não?Na verdade não se resume em não poder errar, e sim de não aguentar mais errar.


Mas errar é bom também, fazer besteira, loucura..Com cúmplices então, melhor ainda. São esses os amores que a gente leva pra nossa vida toda. Cada amor é diferente um do outro, tem uns bons, uns ruins e tem uns essenciais. Quase sempre não percebemos, mas sentimos que estão sempre ali por nós, esses irmãos de outra mãe que nós chamamos de amigos.Afinal de contas, esse sentimento pode vir de muitas formas não é mesmo? Também se erra nesse tipo de escolha vez outra, mas é normal, nada de mais, a vida segue.. fazer tudo certo deixa a vida sem graça, então volta pro erro.


E não se erra só por fazer algo, as vezes deixar de fazer se torna ainda pior. Quem nunca se pegou resmungando "Eu devia ter feito isso..." não sabe o que é errar por dúvida, e por vezes nós deixamos de ganhar muita coisa por simples medo de arriscar. E como característica própria, o coração não tem anticorpo específico, ele não ataca o que uma vez já fez mal a ele, naquele entra e sai constante de átrios e ventrículos uma hora leva embora tudo que um dia fez mal. Pode parecer que não né? A dor de decepção por vezes é insuportável, nós juramos ódio na mesma intensidade que juramos amor eterno. Mas não faz mal, quer dizer, até faz, mas passa.. Na verdade talvez seja por isso que nos damos tão bem com nossa família, ou com nossos amigos que acabam sendo uma extensão dela, talvez seja por que não existe essa necessidade de jurar, não tem um pacto de amor pra ser seguido.. 


Talvez  por isso que acaba se tornando eterno esse compromisso, esse mesmo que não precisa de aliança, nem de festa pra ser celebrado, mas que de todo modo traduz a o tesouro mais primoroso que todos buscam e que só encontram quando entendem a veracidade da palavra amor. Quem te ama se casa contigo, e contigo sempre vai estar: "na riqueza e na pobreza, na saúde e na doença.. até que a morte os separe"